Teste de Liberalismo

Quão Liberais são vocês? Façam o teste (em inglês). Abaixo de 100 são socialistas.
Provocação: Quanto tiraria Pinochet no teste?

About these ads

39 thoughts on “Teste de Liberalismo

  1. Algumas questões não têm transposição direta da América para cá, de qualquer modo, tirei 32…certamente à custa do grupo 3 das questões, cujas respostas para mim eram óbvias!

  2. Porra que o comentário saiu truncado!

    Acima de 100 são deficientes mentais? Porque a terceira parte do teste apenas é aceitável a quem a) está sobre o efeito de drogas ou b) tem problemas intelectuais. O liberalismo extremo (os “libertarians”) não passa da outra face do Comunismo e é tanto como este uma ideologia totalitária (em vez de ser o totalitarismo da sociedade sobre o indíviduo, passa a ser o totalitarismo do indíviduo sobre a sociedade – ou seja, o regresso pura e simples à barbárie).

  3. Eu não fiz o teste, citei a categoria 31-51 para contestar a tese de que “abaixo de 100 são socialistas”. O teste é uma medição de pilinhas um bocado idiota.

  4. 91-130 points: You have entered the heady realm of hard-core libertarianism. Now doesn’t that make you feel worse that you didn’t get a perfect score?
    Claramente!

  5. @Carlos Duarte,

    “Acima de 100 são deficientes mentais? Porque a terceira parte do teste apenas é aceitável a quem a) está sobre o efeito de drogas ou b) tem problemas intelectuais. O liberalismo extremo (os “libertarians”) não passa da outra face do Comunismo e é tanto como este uma ideologia totalitária (em vez de ser o totalitarismo da sociedade sobre o indíviduo, passa a ser o totalitarismo do indíviduo sobre a sociedade – ou seja, o regresso pura e simples à barbárie).”

    “totalitarismo do indivíduo sobre a sociedade”?

    Not sure if serious or just trolling.

  6. “Your score is… 85″
    “51-90 points: You are a medium-core libertarian, probably self-consciously so. Your friends probably encourage you to quit talking about your views so much.”

  7. 49 – obvious libertarian credentials. No entanto disse-se que abaixo de 100 seria socialista. Da próxima vez que fizer o teste esmerar-me-ei mais.

    Totalitarismo do indivíduo sobre a sociedade????????

  8. Ah… já percebi. Todos são totalitários portanto ninguém é totalitário.

  9. @Carlos Duarte,

    5 Common Fallacious Critiques of Voluntaryism:

    Critics Say, “You Libertarians Are Soulless Materialists”

    The Libertarian Speech I Would Deliver to the Whole Country

    Desfaça-se dos seus preconceitos, Carlos.

  10. “não passa da outra face do Comunismo”

    Você tem um grave problema em distinguir conceitos Carlos Duarte. Obrigar alguém a ser escravo é o contrário de não querer intervir na vida de ninguém.

  11. “51-90 points: You are a medium-core libertarian, probably self-consciously so. Your friends probably encourage you to quit talking about your views so much. ”

    Provavelmente as minhas respostas foram uma combinação de “estatismo” na parte 1 e de algum “liberalismo” na parte 3

  12. 160! Mas eu não sou a favor da abolição da Segurança Social, do Infarmed e do Exército. Sou a favor de deixar as pessoas decidirem quanto dinheiro querem dar a esses organismos, a abolição só virá se se recusarem em dar o quer que seja.

  13. Mas Guillaume Tell, e se uns quiserem essas coisas e os ouros nao?
    Mais, e se uns decidirem dar 0.1% do seu rendimento e outros 1%? E outros 10%?
    Essas organizacoes sao colectivistas e so conseguem existir coercivamente. Nao e’ possivel ter essas organizacoes e dizer que “as pessoas sao livres de darem o que querem”.
    Normalmente, todos os que apoiam organizacoes colectivistas nao estao dispostos a suportar directamente os seus custos. Querem-nas, mas querem que sejam “os outros” a pagar por elas (Vide o post do Insurgente que fala nas regulacoes ambientais que o Obama esta a magicar).

  14. Fernando Ferreira, ficaria surpreendido com a quantidade de pessoas no topo do escalão do IRS que não são anarco-capitalistas ou minarquistas…

  15. Meu caro amigo DavC,
    ficaria surpreendido com a quantidade de pessoas que concorda e usa os ditos “servicos publicos”, acha-os o maximo, mas que nunca na vida estariam dispostos a pagar o seu verdadeiro custo.

    Pensemos na RTP, por exemplo: Se os politicos amanha dissessem que a taxa do audiovisual vai passar a ser opcional, eu queria ver quantos socialistas, comunistas e colectivistas em geral a pagariam voluntariamente. Nenhum, zero, nada, zilch…

    A differenca entre os anarco-capitalistas, minarquistas e demais defensores da liberdade e os colectivistas chuch@listas, comunistas e demais democratas e’ uma so': Os primeiros nao querem ser forcados a pagar por bens e servicos a terceiros mas nao querem que outros paguem bens e servicos que utilizem; Agora os ultimos, nao estao dispostos a pagar por bens e servicos a terceiros mas QUEREM (exigem mesmo) que outros paguem por bens e servicos que estes utilizam.

  16. “Mais, e se uns decidirem dar 0.1% do seu rendimento e outros 1%? E outros 10%”

    E como fazem as associações caritativas? Conseguem prestar serviço sem obrigarem ninguém em lhes dar dinheiro. As empresas é igual, a não ser aquelas que são protegidas por mecanismos políticos também só sobrevivem porque as pessoas aceitam “dar-lhes” dinheiro (sem bem que o valor a dar é normalmente fixo, mas nem sempre).

    É justamente a única forma de responsabilizar aqueles colectivistas, e as pessoas que acham normal o roubo ser institucionalizado.

    Quereis Estado social? Paguai-o.

    Ninguém quer pagar por ele? Não haverá Estado social, álias será o sinal ou que é inútil (se era útil as pessoas teriam dado dinheiro) ou então as pessoas não merecem receber solidariedade (para se merecer ajuda dos outros temos de começar por saber dar-lá a outros).

  17. Guillame Tell,
    Concordo consigo. No entanto, o “estado social” teria de mudar de nome para “estado social, IPSS”.
    O que eu quis dizer foi que, o estado sociual como a maioria o conhece, so sobrevive coercivamente. Se nao for obrigatorio, nao sobrevive.
    E o facto de ser obrigatorio da que pensar. Se e’ assim tao bom, porque e’ que e’ obrigatorio?

  18. E eu que pensava que eram as pessoas do topo do escalão do IRS que sustentavam o Estado. Afinal é o Mises Institute…

  19. DavC,
    conheces o Mises Institute e mesmo assim nao consegues atingir?
    Ja leste alguma da literatura GRATIS (estes libertarios estao loucos, escrevem livros e depois disponibilizam-nos gratuitamente) disponivel no Mises.org?
    E mesmo assim nada?

  20. fernandojmferreira,

    concordo igualemente consigo. Já agora que levanta a questão da definição das coisas se eu devia dar um nome ao que chamou “Estado social, IPSS”, eu daria o nome de “Estado associativo”, ou “Estado social voluntário”

    > é que se temos de reformar Portugal para ir no sentido de mais liberdade precisamos de fazer atenção aos termos que utilizamos. A retórica tem muito mais influência que ao que julgamos.

  21. Pois, Fernando, quando se economiza na leitura e só se vai ao grátis, dá asneira… (e sim, já la fui)

  22. P.S. O teste, além de muito amaricano, tem repetições, e perguntas mal feitas.

    E, mais interessante, vê-se que um “liberal de esquerda” americano muito facilmente atinge uns 40 ou 50 pontos. Até alguns comunistas facilmente atingem uns 20 ou 30…

  23. “Pois, Fernando, quando se economiza na leitura e só se vai ao grátis, dá asneira… (e sim, já la fui)”

    [|||| | |_________________________] 09%

    LOW AMMO! LOW AMMO! RELOAD!

  24. Agora tentei responder ao teste, não tanto com as minhas respostas, mas com o que imagino ser as respostas padrão de um “radical de esquerda” padrão (o tipo de pessoa que em Portugal, dependendo da idade, teria como história eleitoral MES-Otelo-GDUPs-Pintassilgo-PSR-BE), que combine estatismo económico, “progressismo” nos costumes e entusiasmo pela “auto-organização das massas”.

    Dá 44 – “Your libertarian credentials are obvious. Doubtlessly you will become more extreme as time goes on.”

  25. ” You are a soft-core libertarian. With effort, you may harden and become pure.” , Curioso, normalmente chamam-me comunista (apesar de eu não me considerar tal coisa…). LOL

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s