Acabar com o feriado do 25 de Abril e preservar o 1º de Dezembro

Dado que já nem sequer a Associação 25 de Abril, nem Mário Soares, nem Manuel Alegre se dignam participar nas celebrações oficiais do 25 de Abril, está dado o mote para acabar com o feriado do 25 de Abril, preservando em troca, por exemplo, o 1º de Dezembro.

About these ads

12 thoughts on “Acabar com o feriado do 25 de Abril e preservar o 1º de Dezembro

  1. Sim, é uma boa oportunidade para apagarmos finalmente da memória esse triste dia para a história liberal portuguesa. A verdade é como o azeite.

  2. um aumento de 65% de casais portugueses em que ambos se encontram desempregados…se isto não é um S.O.S…os militares cristãos devem tomar conta do poder politico ! este Regime Maçónico-Judaico queimou, arrazou, fodeu por completo a ecónomia portuguesa…o 25 de Abril motivou a mundança de Regime em Portugal ! A mudança de um Regime Cristão para um Regime Maçon-Judaico tinha que ter consequências trágicas…
    .

  3. hehehehe como eu vou dizendo o fascimo é perfeitamente compatível com o insurgismo. Não se enganem caros leitores do insurgente, a liberdade para este pessoal é só para os seus donos, dos quais esperam umas migalhitas.

  4. Este ramone é um reventapraceres. O manual do Hayek diz que fascismo e insurgismo nao sao compativeis.

    Isso que afirma é coisa que tem a ver mais com o outro. O judeu Friedman…

  5. Muito pelo contrário – suponho que a razão pelo que tanta gente se dispõea não participar nas cerimónias oficiais do 25 de Abril é porque há comemorações não oficiais, o que quer dizer que o 25 de Abril é um feriado a que as pessoas ligam verdadeiramente e não simplesmente uma criação do Estado (talvez ironicamente, o 25 de Abril e o 1º de Maio são dos feriados civis cuja comemoração pertence mais à socieDeixar uma resposta Cancelar resposta
    Escreva o seu comentário aqui…
    Muito pelo contrário – suponho que a razão pelo que tanta gente se dispõea não participar nas cerimónias oficiais do 25 de Abril é porque há comemorações não oficiais, o que quer dizer que o 25 de Abril é um feriado a que as pessoas ligam verdadeiramente e não simplesmente uma criação do Estado (talvez ironicamente, o 25 de Abril e o 1º de Maio são dos feriados civis cuja comemoração pertence mais à sociedade civil do que ao Estado – mais “liberais” que estes dois, talvez só a passagem do ano).dade civil do que ao Estado – mais “liberais” que estes dois, talvez só a passagem do ano).

  6. Seria uma boa ideia, um regime que levou o país ao suicídio certamente não merece qualquer feriado.

  7. Já vi muita crítica ao renunciar de M. Soares às comemorações… mas não percebo o porquê das críticas.
    Acho que tem toda a razão… onde está a liberdade? Este governo faz o que bem entende… dá-se ao luxo de mudar as questões das reformas antecipadas em segredo… e muitos outros actos…

    Portanto, percebo a revolta de M. Soares e outros…

  8. Sugestão espantosa.
    Está visto que a direita, mesmo a dita liberal, não se conforma com a liberdade alcançada no 25 de abril.
    Fica-lhe muito mal.

  9. Em termos de Liberdade julgo ser indiscutível que os portugueses ganharam mais com o 1º de Dezembro que com o 25 de Abril. O 1º Dezembro libertou-nos do protectorado espanhol. O 25 de Abril lançou-nos sob protectorado europeu/FMI. Trouxe-nos todavia liberdades individuais que não eram concebíveis em 1640. Deviam-se comemorar os dois dias portanto, e acabar com o 1º Maio um feriado partidário que é uma fantochada importada dos EUA, na qual os que não são do quadro do partido CS-D (comunistas/socialistas/social-democratas) se não reveem.

  10. “Acho que tem toda a razão… onde está a liberdade? Este governo faz o que bem entende… dá-se ao luxo de mudar as questões das reformas antecipadas em segredo… e muitos outros actos…”

    Ahhh então concorda com 90 mil milhões de euros de dívida feitos em seu nome…belo.

  11. Toda agente sabe que Portugal começou no 25 de Abril.
    Foi quando o D.Rolha com a ajuda da padeira de Aljubarrota substituiu o conde Spinola e expulsou o rei dos mouros Marcelo ibn Salazar e o sheik Cerejeira.

  12. Pingback: Top posts da semana « O Insurgente

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s