Há dinheiro? Tomem, tomem…

Governo alivia banca de créditos de dois mil milhões das autarquias, in Público.

A proposta hoje aprovada em Conselho de Ministros e entregue na Assembleia da República prevê que o Estado alivie a banca de créditos de dois mil milhões de euros contraídos pelas autarquias. Os cofres públicos farão uma cessão de créditos aos municípios para que estes amortizem as dívidas junto das instituições financeiras.

Os dois mil milhões de euros previstos no Orçamento Rectificativo representam 32% das despesas excepcionais inscritas na proposta hoje conhecida. No total, as despesas chegam a praticamente 6,4 mil milhões de euros, incluindo também a substituição da banca nos créditos às empresas públicas.

Neste caso, estão previstos empréstimos de 723 milhões de euros, destinados às empresas que estão integradas no perímetro de consolidação do défice público. A estes créditos somam-se ainda outros 220 milhões que serão utilizados para amortizar dívidas dos hospitais junto da banca. 

Do bolo dos 6,4 mil milhões fazem ainda parte o aumento de capital da Caixa Geral de Depósitos, no valor de mil milhões de euros, e o empréstimo à Região Autónoma da Madeira, que será de 938 milhões em 2012.

Ou seja, há dinheiro. Logo, disponibiliza-se a todos para que se possam endividar mais um bocado e manter o desgoverno daquelas instituições. Se as suas práticas de gestão são tão boas que já não se conseguem financiar, a solução deverá passar por mudar a gestão e não perpetuá-las com dinheiro fácil. É deitar dinheiro em saco roto.

E ainda dizem que este Keynesiano é “Ultra-Neo-Liberal”…

 

 

About these ads

7 pensamentos em “Há dinheiro? Tomem, tomem…

  1. disponibiliza-se a todos para que se possam endividar mais um bocado

    Nalguns dos casos referidos (empresas públicas) será assim, mas não em todos. No caso das autarquias, por exemplo, o dinheiro disponibilizado destina-se apenas a pagar dívidas já existentes.

  2. Em vez de acomodarem a derrapagem na despesaa com cortes na despesa usam a poupança nos juros para realizarem mais despesa. Boas práticas.

  3. antecipa-se pagamentos à Banca para esta comprar divida nacional…lol o Estado afinal em vez de apoiar a ecónomia portuguesa anda apenas a sugar o escasso crédito que existe no mercado nacional…Estado Bancario…

  4. então o maior é escândalo é o crédito que a Caixa Geral de Depósitos ir dar um crédito de centenas de milhões de euros ao Banco do Mra Amaral enquanto as PME´s não tem crédito praticamente nenhum…é de loucos!!!

  5. é verdade, o mais engraçado é as pessoas acharem que este sistema é “ultra-liberal, capitalista”… mas recusam a chamar-lhe socialismo com o big government existente

  6. se este gajo fosse liberal, reduzia o estado e baixava os impostos, não ha credito para a economia, e os impostos que já estavam insuportaveis voltaram a aumentar, onde é que está o liberalismo nisto?

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s