Quem diz é quem é?

Ana Sá Lopes, no i de hoje:

“[...] como já vários escreveram, o keynesianismo está à beira de ser ilegalizado. Afinal introduzir o limite do défice  na Constituição ilegaliza qualquer política expansionista – o mundo não teria recuperado da Grande Depressão, nem a Europa da Segunda Guerra, se essa lei estúpida estivesse em vigor.”

Longe de mim aconselhar a Directora-Adjunta do i a ir ler algumas coisas sobre a Grande Depressão ou a Segunda Guerra, antes de começar a insinuar que quem não concorda com as suas ideias só pode ser estúpido, por isso vou passar a palavra a alguém que, presumo, a Ana Sá Lopes ache “inteligente”.

Prof. Vital Moreira, if you please:

“Há outra crítica muito difundida ao novo pacto orçamental, esta substantiva, que consiste em dizer que o Tratado absolutiza a disciplina orçamental, redundando numa “ilegalização de políticas keynesianas”, ou seja, tornando impossível o fomento do crescimento e do emprego por via do aumento do gasto público, em fases de retração económica. Também não tem fundamento esta crítica. Primeiro, o próprio “Pacto orçamental” admite expressamente que os limites do défice podem ser alargados em caso de grave recessão. Segundo, a própria definição de “défice estrutural” inclui o seu ajuste automático ao ciclo económico, permitindo défices nominais mais elevados em caso de contração do crescimento e do emprego, quando a economia fica muto abaixo do seu potencial de crescimento estrutural.”

No fundo, no fundo, (e para mal dos nossos pecados, diga-se) a “estupidez” ou a “inteligência” de hipotéticos travões para a dívida pública nem sequer são para aqui chamadas.

Neste caso, o problema é mesmo a superficialidade.

About these ads

3 thoughts on “Quem diz é quem é?

  1. Bem, bom.
    Coisas de Marianico, digamos. Que devia començar por meter a dieta aos seus subditos soberanos do Antigo Reino de Valencia.
    Bem prega o frei Tomás.
    Por certo, nao dá impressao de que ambos dois (Mariano Rajoi, e o ex-presidente da Comunidade Valencian Camps) tem tuda a impressao de haver estudiado em escolapios, salesiandos, calasancios ou similares.
    Metase em banda o todo o reino de Valencia que andiveram como que- muito -keneysianos-tudos e agora apanham as consequencias com as suas despensas ou melhor ainda Ilegalizese todo este reino e demais Comunidades Autónomas.
    Tanto Presidente (um central e 17 em Comunidades) nao poder bem. Nao dá bem. E dizer que é o que está passando…O fim.

  2. O que era mesmo bem era um Pacto Orçamental na U.E. que aplique multas à Alemanha e França por estas terem violado o anterior Pacto de Estabilidade.

    O que vale é que como o anterior ninguém vai passar cartão a este novo Pacto pois a economia da U.E. vai entrar em recessão e os deficits vão aumentar outra vez, como é lógico.

  3. Desde que vi essa senhora a libertar esta “pérola”:

    “O exemplo da Islândia – que conseguiu recuperar economicamente depois de ter recusado salvar os seus bancos – deveria ser uma lição de economia para todos, (…). Para um liberal que se esforçará até ao último tostão por salvar um banqueiro mas não um posto de trabalho, esta história é do domínio do fantástico.”
    (http://www.ionline.pt/opiniao/mudar-biblia-nacional)

    … deixou de valer a pena ler-lhe uma linha que fosse. Por isso, nem sei para que perdes tempo a explicar-lhe o que ela não quer perceber; a cassete “anti-liberal” – versão “nem sei do que falo, mas não interessa” – ficou-lhe encravada.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s